Ao ritmo do texas

by André Jesus

Cada frase é um episódio de cores: um contraste entre padrões que rimam mas não pelo charme da sua concordância. Mais pelo ruído e pelo grito. Mais pelo abstracto. Mais pela tentativa de ocupar as horas com expressões que cospem idiotices em todas as direcções. E no fundo tudo isto é formoso. O meu ouvido para textos continua a investir em hibernações bizarras. Mas tudo nos faz bem: os erros, os pontapés, as distâncias… Estar tão perto de algo deixa-me solitário. Apresentem-me desafios?!

Advertisements